23 de Maio de 2020 Atualizado 23:13

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Política

‘Ruy Fausto valorizava muito a democracia’, diz Janine Ribeiro

Por Agência Estado

01 Maio 2020 às 18:24 • Última atualização 01 Maio 2020 às 19:12

O professor de ética e filosofia da USP Renato Janine Ribeiro comentou a morte do filósofo Ruy Fausto, ocorrida nesta sexta-feira. “Ruy foi um dos maiores conhecedores de Marx no Brasil. Ele se manteve ligado à esquerda, e valorizava muito a democracia. Nos últimos tempos, a defesa da democracia se tornou fundamental para a obra dele”, afirmou Ribeiro. “Ele faleceu fazendo uma das coisas que mais gostava, tocar piano. Apesar de não ser profissional, ele tocava piano com muita frequência”, completou.

Doutor em Filosofia pela Universidade de Paris I e professor emérito da Universidade de São Paulo (USP), Ruy Fausto morreu em Paris aos 85 anos. Segundo Sergio Fausto, sobrinho do filósofo, Ruy teve um enfarte enquanto tocava piano.

Irmão do historiador Boris Fausto, Ruy Fausto era um dos principais teóricos brasileiros do marxismo. Escreveu livros como Marx: Lógica e Política e A Esquerda Difícil. Ele nasceu em São Paulo e radicou-se na França.