Presidente volta a atacar jornalista do ‘Estado’


O presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar nesta quarta-feira, 18, a colunista do jornal O Estado de S.Paulo e editora do site BR Político, Vera Magalhães, e a acusou falsamente de ter mentido em suas reportagens. O diretor de Jornalismo do Grupo Estado, João Fábio Caminoto, lamentou que o presidente “não tenha respeitado os fatos”.

“A jornalista Vera Magalhães, que foi uma mentirosa sem qualquer compromisso com a verdade, está divulgando que eu faria um movimento dia 31 de março na frente dos quartéis”, afirmou incorretamente o presidente durante a entrevista coletiva que tratou de medidas de combate à pandemia do novo coronavírus no País.

“Esse tipo de profissional não merece respeito por parte nossa aqui no Brasil. Lamento a jornalista Vera Magalhães estar divulgando fake news. Ela poderia ser convocada, se tivesse uma maioria consciente na CPI das Fake News, para falar sobre isso daí”, acrescentou.

A afirmação de que Vera Magalhães teria noticiado que o presidente estaria fazendo convocações para o dia 31 não é verídica. No site BR Político, a jornalista noticiou na terça-feira, 17, que atos estão sendo convocados para o dia 31. Em nenhum momento ela atribuiu a iniciativa ao presidente.

Não é a primeira vez que Bolsonaro ataca Vera. Em fevereiro, a jornalista noticiou que Bolsonaro havia divulgado, para seus contatos no WhatsApp, dois vídeos convocando para atos a favor do governo, e contra o Congresso e o Judiciário, que ocorreriam no dia 14 de março. Bolsonaro então ofendeu a jornalista em entrevista na entrada do Palácio da Alvorada e em transmissão ao vivo no Facebook, acusando-a de publicar fake news.

Posicionamento

“Lamento que o presidente Jair Bolsonaro tenha voltado a atacar hoje (ontem, quarta-feira, 18) a jornalista Vera Magalhães, colunista do Estadão e editora do site BR Político, durante entrevista coletiva marcada para anunciar medidas em relação à pandemia de covid-19”, afirmou o diretor de Jornalismo do Grupo Estado.

“Continuamos dedicados à nossa missão de oferecer à sociedade brasileira conteúdo de qualidade e no combate das fake news, ainda mais num momento tão crítico como o atual”, disse Caminoto, ressaltando que a jornalista não publicou, nem no BR Político, nem em sua coluna, nem nas redes sociais, que o presidente da República “faria um movimento” no dia 31.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora