12 de setembro de 2021 Atualizado 16:05

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Política

Presidenciáveis e representantes da esquerda devem ir ao ato na Avenida Paulista

Por Agência Estado

12 set 2021 às 14:37 • Última atualização 12 set 2021 às 15:36

Políticos que buscam representar a chamada “terceira via” nas eleições de 2022 devem comparecer em peso à manifestação deste domingo, 12, na Avenida Paulista. De acordo com lista divulgada pelo MBL em suas redes sociais na noite deste sábado, os ex-ministros Ciro Gomes (PDT) e Luiz Henrique Mandetta (DEM) devem participar do ato convocado pelo grupo. Os senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Simone Tebet (MDB-MS), que também ensaiam a candidatura, engrossam a lista.

Além deles, o presidente do partido Novo e candidato à Presidência em 2018, João Amoêdo, também teve sua presença confirmada pelo movimento. Ele esteve no ato no Rio pela manhã. Amoêdo chegou a ensaiar uma nova candidatura para 2022, mas recuou poucos dias depois de aceitar a indicação do partido ao posto.

Mesmo com o abandono do mote “Nem Bolsonaro, nem Lula” da convocação para os atos deste domingo, os principais partidos e grupos da esquerda não aderiram ao evento. No entanto, o ato na Paulista deve contar com alguns representantes. A deputada estadual Isa Penna (PSOL-SP) e o deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP) foram confirmados na manifestação de São Paulo. Como representante do PDT estadual, que optou por aderir ao protesto de hoje, a deputada federal Tabata Amaral (PDT) também deve marcar presença.

A lista divulgada pelo movimento também inclui o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL-AM), a deputada estadual Marina Helou (Rede-SP), e o presidente estadual do PSDB-SP, Marco Vinholi, além dos principais rostos do MBL, como o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) e o deputado estadual Arthur do Val (Patriota-SP). (Equipe AE)

Publicidade