No Recife, manifestante é preso por estimular ato


Um manifestante de 21 anos, que participava de ato em favor do presidente Jair Bolsonaro, no Recife, foi preso no domingo, 15, por desrespeitar determinação do governo estadual. Na véspera, a gestão de Pernambuco havia publicado decreto proibindo em eventos com mais de 500 pessoas, justificando a medida como prevenção ao avanço do coronavírus no País.

Um homem de 57 anos também foi autuado por desacato em tentativa de invasão à delegacia. Ambos – cujas identidades não foram reveladas – foram liberados após assinarem um Termo Circunstanciado.

No Twitter, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) comentou o caso. “Prender um cara porque estava segurando uma plaquinha? Já sei que vão falar do coronavírus”, afirmou o deputado. “Mas o corona só se pega em manifestação ou em estádio e ônibus também? Revolta seletiva do governador? É o Estado acima das liberdades. Se isso não é fascismo eu não sei o que é.”

A Polícia Civil de Pernambuco afirmou, em nota, que cumpre recomendação de autoridades sanitárias e que “não há qualquer avaliação da orientação ou motivação do protesto em questão” sobre os manifestantes autuados. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora