MME: Bento Albuquerque está assintomático e cumprirá isolamento no Rio


O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, está com o novo coronavírus, confirmou o Ministério das Minas e Energia (MME). Albuquerque havia se submetido a um teste na quinta-feira passada, 12, que deu negativo. Nesta semana, porém, ele fez um novo exame, que deu resultado positivo, conforme anunciou o presidente Jair Bolsonaro em entrevista coletiva.

“O ministro encontra-se em excelente estado de saúde, assintomático e observará o isolamento no Rio de Janeiro, de onde permanecerá despachando os temas da Pasta por videoconferência”, informou o MME. O ministro já está no Rio de Janeiro, informou a pasta.

Com isso, sobe para 17 o número de pessoas do grupo que viajou com o presidente Jair Bolsonaro aos Estados Unidos, na semana passada, e pegaram o vírus.

Albuquerque tem 61 anos e, somente hoje, é o segundo ministro a testar positivo para a doença – mais cedo, foi a vez do ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno. O secretário de Comunicação, Fábio Wajngarten, foi o primeiro que teve resultado positivo para o teste da doença, como antecipou o Estadão/Broadcast.

Mesmo com o resultado negativo do primeiro exame, a recomendação médica era para que os integrantes da comitiva ficassem em quarentena por mais sete dias até a realização do novo exame. Nos últimos dias, Albuquerque cumpriu agenda no gabinete do MME e realizou reuniões por videoconferência.

O próprio Bolsonaro ignorou a orientação e cumpriu agendas diárias desde sexta-feira, 13. No domingo, 15, chegou a participar de manifestações de rua a favor do governo e contra o Congresso. Na ocasião, segundo levantamento do Estado, teve algum tipo de contato com 272 pessoas.

O contato com uma pessoa infectada é uma das formas de transmissão do coronavírus. O presidente foi criticado por infectologistas e até por aliados por expor os manifestantes ao risco de contaminação pela covid-19 (caso esteja com o vírus incubado).

Quem são os integrantes da comitiva de Bolsonaro nos EUA com coronavírus:

Fabio Wajngarten, secretário de Comunicação da Presidência da República

Nelsinho Trad, senador pelo PTB-MS

Nestor Forster, embaixador e encarregado de negócios do Brasil nos EUA

Karina Kufa, advogada e tesoureira do Aliança pelo Brasil

Sérgio Lima, publicitário e marqueteiro do Aliança pelo Brasil

Samy Liberman, secretário-adjunto de comunicação da Presidência

Alan Coelho de Séllos, chefe do cerimonial do Itamaraty

Quatro integrantes não-identificados da equipe de apoio do voo presidencial aos EUA

Robson Andrade, presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI)

Marcos Troyjo, secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia

Flávio Roscoe, presidente da Federação das Indústria do Estado de Minas Gerais

Daniel Freitas, deputado federal (PSL-SC)

Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI)

Bento Albuquerque, ministro de Minas e Energia (MME)

Contato: anne.warth@estadao.com

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora