‘Me desculpe, mas a indicação é minha’, diz Bolsonaro sobre vaga no STF


O presidente Jair Bolsonaro evitou na noite desta quinta-feira, 12, cravar um nome que será indicado ao Supremo Tribunal Federal, mas afirmou, durante a transmissão ao vivo semanal: “Se estiver vivo até lá e presidente, posso indicar um ministro para o Supremo Tribunal Federal ao final deste ano e outro no ano que vem”. O presidente ainda completou com a pergunta: “Mas quem vai ser?”. “Me desculpe, mas a indicação é minha”, respondeu.

“Me deram essa legitimidade”, argumentou Bolsonaro. “Vai ser alguém que vai ter que passar por uma sabatina no Senado. Não é apenas uma indicação minha. Pode ser reprovado. Pode, mas eu quero por alguém no Supremo que atenda aos interesses da Nação brasileira. Não é uma pessoa que tem uma visão apenas”, frisou o presidente. Bolsonaro ainda disse que escolherá alguém que “esteja afinado” e que “confie” nele.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora