MDB classifica como ‘inaceitável’ menção a atos contra liberdade


O MDB emitiu uma nota classificando como “inaceitável” qualquer menção a atos contra liberdade. A declaração, assinada pelo presidente nacional da sigla, Baleia Rossi, foi uma reação à fala do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro.

“Como Movimento Democrático Brasileiro que nasceu e cresceu na defesa da Constituição, consideramos inaceitável qualquer menção a atos que possam colocar em risco, de novo, a liberdade do cidadão brasileiro”, diz a nota.

Em entrevista à jornalista Leda Nagle, Eduardo defendeu medidas drásticas – como “um novo AI-5” – para conter manifestações de rua como as que ocorrem no Chile atualmente.

O MDB fez referência ao AI-5 como o “pior mal” da ditadura militar. “O Brasil espera que não percamos o equilíbrio e o foco no que mais precisamos: empregos e renda para as pessoas”, diz o partido.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora