26 de Maio de 2020 Atualizado 11:49

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Política

Marina Silva: não se pode permitir que delírio autoritário retome ditadura

Por Agência Estado

01 Maio 2020 às 16:20 • Última atualização 01 Maio 2020 às 16:59

A ex-ministra do Meio Ambiente e dirigente da Rede Sustentabilidade, Marina Silva, disse durante transmissão das centrais sindicais nesta sexta, 1º, que não se pode permitir que delírios autoritários do governo levem à retomada da ditadura militar no País. Em sua fala, ela não citou nominalmente o presidente Jair Bolsonaro.

“Não se pode permitir que qualquer governo, com seus delírios autoritários, retome no País um processo de ditadura”, afirmou ela. Marina disse ainda que a pandemia da covid-19 agrava problemas sociais, especialmente o do desemprego, que, segundo ela, já eram graves antes da chegada do novo coronavírus ao Brasil.

“Aqueles que estão sofrendo precisam ter acesso à renda básica”, disse ela, acrescentando que não importa se essa renda é através do auxílio emergencial de R$ 600 ao mês disponibilizado pelo governo federal ou por outros meios. “Precisamos defender a vida, os nossos direitos e a democracia.”

A transmissão, organizada pelas centrais por conta do Dia do Trabalho, deve contar ainda com participações dos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).