14 de julho de 2024 Atualizado 16:16

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Política

Mãe de Bruno Covas deixa PSDB com lançamento de Datena para prefeitura de SP

Por Agência Estado

13 de junho de 2024, às 17h55

No dia em que o PSDB lançou o apresentador José Luiz Datena (PSDB) como pré-candidato a prefeito de São Paulo, a mãe do ex-prefeito Bruno Covas, morto em decorrência de um câncer em 2021, pediu para deixar o partido nesta quinta-feira, 13. Na carta de desfiliação enviada ao diretório de Santos, Renata Covas não justificou o pedido.

Ela, contudo, apoia a reeleição do prefeito Ricardo Nunes (MDB), originalmente vice de seu filho. O irmão de Renata, Mario Covas Neto, que estava no lançamento da pré-candidatura, é cotado como vice de Datena.

Outro integrante histórico da sigla, o ex-ministro Aloysio Nunes também pediu a desfiliação nesta quinta. Assim como Renata, ele queria que o PSDB apoiasse Nunes, em cuja gestão foi presidente da SP Negócios. As desfiliações foram reveladas pelo Metrópoles e pela Folha de S. Paulo e confirmadas pelo Estadão.

Durante o lançamento da pré-candidatura de Datena, José Aníbal, presidente municipal do PSDB, disse que propôs ao prefeito reeditar a aliança de 2020, desta vez com um tucano na vice. “Não consideraram nossa proposta”, disse. O favorito para ocupar a vice do emedebista é o bolsonarista e ex-coronel da Rota, Ricardo de Mello Araújo (PL). Ele foi indicado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Datena foi para o PSDB em uma articulação da pré-candidata Tabata Amaral (PSB). A ideia da parlamentar era que o apresentador fosse seu vice em uma costura para selar o apoio dos tucanos. Nesta quinta, porém, Datena disse que as “circunstâncias mudaram”.

Questionado pelo Estadão se também deixaria o PSDB, Orlando Faria, coordenador da pré-campanha de Tabata, respondeu que “ainda não”. “Acredito que ainda possa haver mudanças no cenário. Até as convenções, muitas coisas podem acontecer. O centro democrático precisa estar unido”, declarou. Faria compareceu ao lançamento da pré-candidatura de Datena, mas foi discreto.

O apresentador da Band tem o respaldo do presidente do PSDB, Marconi Perillo, e do deputado federal Aécio Neves (PSDB), que também estiveram em São Paulo para o evento de Datena, mas uma ala do PSDB promete tentar impedir a candidatura do apresentador quando o tema for discutido no âmbito da federação PSDB-Cidadania e na convenção partidária que será realizada entre 20 de julho e 5 de agosto.

O grupo é liderado pelo ex-presidente municipal Fernando Alfredo (PSDB), que ainda quer que o partido se alie a Nunes sob o argumento que trata-se da mesma gestão de Bruno Covas e que esse seria o desejo do ex-prefeito. Esta ala, porém, é taxada de fisiológica e interessada por cargos na prefeitura pelo atual diretório municipal

Uma das ausências no lançamento da pré-candidatura de Datena foi o presidente da federação PSDB-Cidadania em São Paulo, Duarte Nogueira. “Tive Compromisso inadiável de inauguração e assuntos locais do município de Ribeirão Preto”, justificou ele, que é prefeito da cidade.

Publicidade