04 de junho de 2020 Atualizado 17:08

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Política

FioCruz admite que emitiu laudos de exames da Presidência sem identificação

Por Agência Estado

14 Maio 2020 às 18:42 • Última atualização 14 Maio 2020 às 20:28

A Fiocruz admitiu nesta quinta-feira, 14, que emitiu os laudos dos exames para covid-19 feito em amostras vindas do gabinete da Presidência da República, “de acordo com as condições de recebimento do material biológico remetido para análise”, ou seja, sem a identificação do paciente.

O laudo do exame de covid-19 feito na Fiocruz e apresentado nesta quarta-feira, 13, pelo presidente Jair Bolsonaro à Justiça trazia apenas como identificação o número 05, sem nome do paciente ou número do documento.

Em nota divulgada na tarde desta quinta, 14, a instituição esclareceu que “os laudos são emitidos regularmente com a identificação do paciente, em atendimento à norma ABNT-ISO-IEC 15189, adotada no escopo do Sistema da Qualidade do Laboratório de Vírus Respiratórios e do Sarampo (Instituto Oswaldo Cruz/Fiocruz)”.

Entretanto, ressaltou a instituição, “especificamente em relação à análise citada, foram recebidas amostras rotuladas numericamente. Considerando o cenário da pandemia de covid-19 em curso, com os primeiros casos sendo identificados no Brasil, à época, e a solicitação advinda do gabinete da Presidência da República, a Fundação emitiu os laudos de acordo com as condições de recebimento do material biológico remetido para análise”.