16 de julho de 2024 Atualizado 10:01

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Brasil e Mundo

Eleições 2024: pré-candidatos do PT fazem sessão de fotos com Janja e ministros petistas

Por Agência Estado

08 de julho de 2024, às 15h04

Pré-candidatos do Partido dos Trabalhadores (PT) que vão disputar as eleições municipais de outubro foram convidados pela sigla para três dias de sessões de fotos com a primeira-dama Rosângela da Silva, a Janja, e ministros do governo de Luiz Inácio Lula da Silva. Os petistas que vão concorrer em cidades com mais de 100 mil habitantes ou aquelas que tenham TV estão na lista de convidados para as sessões, que ocorrem entre esta segunda-feira, 8, e quarta, 10, em um estúdio fotográfico em Brasília.

O convite foi feito pelo secretário nacional de comunicação da sigla, o deputado Jilmar Tatto (PT-SP). Além da primeira-dama, o chamado também traz os nomes dos ministros Alexandre Padilha (Relações Institucionais), Anielle Franco (Igualdade Racial), Camilo Santana (Educação), Cida Gonçalves (Mulheres), Esther Dweck (Gestão), Fernando Haddad (Fazenda), Luiz Marinho (Trabalho), Márcio Macedo (Secretaria-Geral), Nísia Trindade (Saúde), Paulo Pimenta (Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul), Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário), Rui Costa (Casa Civil), além da presidente nacional do partido, deputada Gleisi Hoffmann (PR), para serem fotografados com os pré-candidatos.

Como mostrou a Coluna do Estadão, o partido orientou os políticos sobre características dos trajes e até de cortes de cabelo para a sessão.

A estratégia para disputar o eleitorado feminino e colar a imagem de Janja aos candidatos já foi utilizada antes. Na última campanha presidencial, ela foi escalada para rivalizar com o potencial de alavancar votos da então primeira-dama Michelle Bolsonaro, do outro lado da polarização. Procurada pelo Estadão, a assessoria de Janja não confirmou a presença da primeira-dama nas sessões de fotos.

A socióloga apareceu pela primeira vez em rede nacional de rádio e televisão em setembro de 2022, em discurso diretamente voltado ao eleitorado feminino. “Sabemos das dificuldades que nós mulheres enfrentamos atualmente. São milhões de mulheres endividadas para poder levar alimentos para suas famílias”, afirmou na época.

Do outro lado, há mais de um ano Michelle preside o PL Mulher e já visitou todas as capitais brasileiras em eventos em que fala com o público feminino. A cúpula do partido atribui a ela a disparada no número de filiações na legenda, que teve em seis meses quase 30 mil novas filiadas – 8% da participação feminina total.

Pré-candidatos das cidades de Florianópolis (SC), Vanderlei “Lela”, e de Goiânia (GO), deputada Adriana Accorsi, confirmaram presença nas sessões. A deputada federal Maria do Rosário (PT), que concorre com o apoio de Lula em Porto Alegre (RS), disse que o voo dela ainda não foi confirmado, em decorrência da situação que o Estado gaúcho enfrenta pelas enchentes dos últimos meses, mas que considera “muito importante” estar presente e que quer ir.

Segundo levantamento do Estadão nas capitais brasileiras, nomes apadrinhados pelo presidente Lula estão à frente em três delas, enquanto pré-candidatos que recebem o apoio do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) na disputa pelo comando das capitais lideram as intenções de voto em quatro. Somadas, as cidades onde os postulantes apoiados pelo petista são favoritos possuem sete milhões de eleitores. As que os apadrinhados de Bolsonaro estão na frente totalizam 4,9 milhões.

Publicidade