Convocação de Bolsonaro para protesto é criticada por políticos da oposição


A convocação do presidente Jair Bolsonaro para as manifestações em apoio ao governo, marcadas para o dia 15, foi alvo de críticas de políticos da oposição nas redes sociais. Os atos são tidos como contrários ao Congresso e ao Judiciário, embora isso tenha sido negado pelo presidente, mais cedo.

“Todos sabem que o ato do dia 15 visa constranger o Congresso e o Supremo. A convocação de Bolsonaro para esse evento é fato gravíssimo”, declarou no Twitter o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). A fala do presidente também foi repercutida entre parlamentares. “Bolsonaro não desistiu de acuar o Congresso e o STF. O golpismo faz parte da sua natureza fascista. Todos os democratas têm que reagir contra essa atitude!”, declarou o deputado Carlos Zarattini (PT-SP).

Já a deputada Talíria Petrone (PSOL-RJ) disse que os protestos do dia 15 são contra as instituições democráticas e favoráveis ao autoritarismo. “Bolsonaro inflama mais sua base para os atos dia 15”, afirmou, também no Twitter.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora