06 de maio de 2021 Atualizado 20:06

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Política

Bolsonaro: europeus discriminam índios brasileiros, não compram o que produzem

Por Agência Estado

29 abr 2021 às 22:10 • Última atualização 30 abr 2021 às 07:30

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta quinta-feira, 29, que os europeus têm “preconceito” com os índios brasileiros e, por isso, não compram o que é produzido pelos indígenas. Ao lado do presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marcelo Xavier, o chefe do Executivo também afirmou que o Brasil é o País “mais patrulhado do mundo” quanto à questão ambiental.

“Você vê a Europa tão preocupada com o índio, com a Amazônia, com o desmatamento, com focos de incêndio”, citou Bolsonaro em transmissão ao vivo nas redes sociais nesta noite. “Muita gente que está na cidade grande diz que o índio tem que ser tratado e preservado da forma como veio ao mundo. Não é bem assim, pessoal. E olha a discriminação do europeu: não compram o que eles (indígenas) produzem porque não querem ver o progresso deles”, afirmou.

Em sua live semanal nesta quinta-feira, Bolsonaro estava acompanhado do presidente da Funai e de dois representantes de etnias indígenas, que pediram apoio para a liberação da comercialização de sua produção com compradores estrangeiros, além da possibilidade de plantio de transgênicos. Na conversa, Bolsonaro voltou a dizer que há um “jogo econômico” por trás das críticas de outros países à política ambiental do Brasil.

Publicidade