Bolsonaro: ‘Estive ao lado do povo sabendo dos riscos que corria’

No final de semana, no entanto, o presidente esteve em manifestação popular em Brasília, ação não recomendada pelo Ministério da Saúde


O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira, 18, que o governo federal está externando preocupação com a crise causada pelo novo coronavírus pelos riscos que a sociedade poderá sofrer. Segundo o presidente, em um primeiro momento, não houve muita preocupação sobre a propagação da doença do País, mas que agora os cuidados devem ser redobrados.

Foto: Tomaz Silva / ABr
Bolsonaro cumprimentou apoiadores em Brasília

A declaração de Bolsonaro acontece após o País registrar as primeiras mortes por conta da doença. No final de semana, no entanto, o presidente esteve em manifestação popular em Brasília, ação não recomendada pelo Ministério da Saúde, e também cumprimentou populares no Palácio do Planalto. “Estive ao lado do povo sabendo dos riscos que corria. Nunca abandonarei o povo brasileiro”.

O presidente afirmou que o governo busca, neste momento, alongar o prazo daqueles que, porventura, serão contaminados pelo vírus. Ele afirmou que o sistema de saúde brasileiro não tem condições de acolher um elevado número de infectados, o que poderia prejudicar o atendimento as pessoas que estão no grupo de risco, como idosos e pessoas com alguma deficiência.

Para reduzir os impactos sociais e econômicos da crise, o governo oficializou o pedido para que o Congresso reconheça o estado de calamidade pública. A medida permite que o governo descumpra a Lei de Responsabilidade Fiscal. “Temos apoio incondicional por parte da Câmara e do Senado em todas as medidas necessárias”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora