Bolsonaro escolhe servidor da Economia para Secretaria de Assuntos Estratégicos


O presidente Jair Bolsonaro escolheu Bruno Grossi, atual secretário-adjunto de Gestão Orçamentária do Ministério da Economia, para comandar a Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE), pasta subordinada à Secretaria-Geral da Presidência.

O cargo de secretário está aberto desde novembro, quando o general Maynard Marques Santa Rosa pediu demissão do governo em meio a atritos com o presidente e com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira.

A nomeação deve ser confirmada na sexta-feira, 3, no Diário Oficial da União. A escolha foi anunciada nas redes sociais pela Secretaria-Geral, pasta da qual a secretaria é subordinada. “A SAE tem como objetivo construir uma agenda estratégica e promover debates sobre temas primordiais para o atual governo”, afirma a publicação da secretaria.

Grossi ainda deve escolher nomes para substituir funcionários que acompanharam a saída de Santa Rosa e se demitiram da SAE. O general era uma indicação do ex-ministro Gustavo Bebianno, demitido em fevereiro, e teria sido deixado na “geladeira” por Bolsonaro e Oliveira, que não teriam atendido seus pedidos de reunião.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora