Bolsonaro diz que decidirá sobre indicação ao TSE assim que lista chegar até ele


O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 25, que vai decidir a indicação do próximo ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) assim que a lista tríplice chegar até ele. “Em chegando a lista tríplice a gente vai decidir, decisão passa por mim e por quem está do meu lado”, disse a jornalistas, sem definir uma data para o anúncio.

A lista foi aprovada ontem pelo plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) e é encabeçada por Grace Mendonça, ex-advogada-geral da União no governo de Michel Temer (MDB). Além de Grace, completam a lista os advogados Sérgio Banhos e Carlos Horbach, que atualmente são ministros substitutos do TSE. Os nomes serão submetidos agora ao Palácio do Planalto – caberá a Bolsonaro fazer a nomeação, tendo de escolher obrigatoriamente um dos três.

Bolsonaro afirmou ainda que todos “merecem devido respeito e consideração”. “São pessoas que gozam de conceito local, pelo menos na indicação dessa lista. Será escolhido com critério bastante rigoroso e objetivo da nossa parte”, disse.

As escolhas para o TSE são importantes para o Planalto já que a campanha de Bolsonaro à Presidência da República é alvo de oito processos que apuram supostas irregularidades, como disparo em massa de mensagens no WhatsApp contra o PT, ataque cibernético ao grupo de Facebook Mulheres Unidas contra Bolsonaro e outdoors espalhados com o nome de Bolsonaro em diversos municípios brasileiros. A defesa da campanha nega irregularidades.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!