30 de maio de 2020 Atualizado 21:21

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Política

Bolsonaro anuncia saída de Regina Duarte da secretaria da Cultura

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o presidente disse que atriz deixou o posto por sentir saudade da família

Por Leonardo Oliveira

20 Maio 2020 às 10:19 • Última atualização 20 Maio 2020 às 10:39

Regina Duarte não é mais a secretária especial de Cultura no Governo Jair Bolsonaro. O presidente anunciou nesta quarta-feira (20), nas redes sociais, a saída da atriz do cargo.

“Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a cultura brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP. Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias”, escreveu Bolsonaro nas redes sociais.

Regina Duarte assumiu a pasta em 4 de março, ficando, portanto, pouco mais de dois meses no cargo.”Eu to sentindo muita falta dos meus netos, dos meus filhos, a minha família, que é uma coisa que eu sempre fui muito ligada”, disse a atriz em um vídeo publicado pelo presidente.

Vídeo divulgado por Bolsonaro em seu perfil no facebook

Bolsonaro ainda ironizou a repercussão das saídas de ministros ocorridas neste ano. Sérgio Moro, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich deixaram o Governo recentemente.

“Toda semana tem um ou dois ministros que, segundo a mídia estão sendo fritados. O objetivo é sempre desestabilizar a gente e tentar jogar o governo no chão. Não vão conseguir. Jamais ia fritar você”, afirmou Bolsonaro ao se dirigir a Regina Duarte.

Regina agora será a responsável pela Cinemateca Brasileira, instituição responsável pela preservação da produção audiovisual brasileira. A sede da instituição fica em São Paulo, mesma cidade onde mora a atriz.