28 de janeiro de 2021 Atualizado 09:34

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Política

Barroso: Respeitando opinião do presidente, acho que voto impresso traria tumulto

Por Agência Estado

29 nov 2020 às 21:32 • Última atualização 29 nov 2020 às 22:35

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, disse neste domingo, 29, que o voto impresso – como defendido pelo presidente Jair Bolsonaro – poderia trazer “grande tumulto ao processo eleitoral”. Ele lembrou que o Supremo Tribunal Federal (STF) já decidiu pela inconstitucionalidade desse tema.

Hoje, Bolsonaro voltou a defender o voto impresso e questionou a segurança das urnas eletrônicas.

“O presidente da República tem liberdade para exprimir sua opinião”, disse Barroso, lembrando da decisão do STF. “Sou juiz, não posso me impressionar com retórica política.”

Segundo o ministro, além do custo do voto impresso, haveria risco real ao sigilo do voto. “Respeitando opinião do presidente, penso que voto impresso traria grande tumulto a processo eleitoral.”

Segundo Barroso, todo candidato derrotado pediria recontagem, nulidade e haveria judicialização. “Agora, se presidente tiver qualquer evidência, vamos investigar”, disse.

Publicidade