Atiradores de elite foram colocados sobre Palácio do Itamaraty

Atiradores de elite foram colocados sobre o Palácio do Itamaraty e em outros órgãos públicos de Brasília, no esquema de…


Atiradores de elite foram colocados sobre o Palácio do Itamaraty e em outros órgãos públicos de Brasília, no esquema de segurança para a posse de Jair Bolsonaro.

O esquema de segurança montado para a posse é alvo de divergências nesta terça-feira. Enquanto o deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF) reclamou que foi barrado três vezes para entrar na Casa, o deputado delegado Edson Moreira (PR-MG) lembrou que há ameaças ao presidente eleito e disse que “nada mais justo e correto” do que a segurança.

O esquema de segurança deixou os profissionais de imprensa isolados e sem água por horas.

Segundo o jornal português Diário de Notícias, este é um dos maiores esquemas de segurança para posse de presidente da história do Brasil. A publicação salienta que há 3,2 mil policiais e mísseis antiaéreos à espera do presidente eleito. “Esquema de segurança nunca antes visto na tomada de posse do novo presidente da República”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora