28 de setembro de 2020 Atualizado 22:24

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Política

Alesp desiste de prorrogar home office e mantém atividades presenciais

A volta das atividades presenciais, no último dia 4, se deu sob reclamações de alguns deputados

Por Agência Estado

13 ago 2020 às 21:33 • Última atualização 14 ago 2020 às 09:06

Mesmo após pressão dos deputados para prorrogar o trabalho em home office, a Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) confirmou nesta quinta-feira a permanência das atividades presenciais.

A resolução que autorizava sessões virtuais até o início de outubro foi retirada pelo autor, deputado Campos Machado (PTB), apesar da expectativa de que fosse aprovada pela maioria dos parlamentares.

A volta das atividades presenciais, no último dia 4, se deu sob reclamações de alguns deputados, que argumentaram ainda haver um grande número de mortes por Covid-19 na capital.

Conforme mostrou reportagem do Estadão, com a flexibilidade para acessar as sessões virtuais com o celular, deputados aproveitaram os últimos meses para ficar mais próximos das regiões onde estão suas bases e dar início às articulações para as eleições municipais deste ano.

Com a retirada a resolução, fica valendo o ato nº 42, que coloca o retorno para o plenário e comissões permanentes, mas não para as CPIs. Deputados com mais de 60 anos, gestantes, lactantes e portadores de doenças crônicas que fazem parte do grupo de risco do coronavírus poderão continuar em trabalho remoto.

Publicidade