13 de julho de 2024 Atualizado 08:13

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Mundo

‘Voo do inferno’: avião faz pouso de emergência após briga generalizada por assento

Por Agência Estado

10 de julho de 2024, às 18h47

Um voo da Ryanair precisou fazer um pouso de emergência em Marrakech, no Marrocos, na semana passada, por causa de uma briga entre passageiros. O conflito começou devido a um pedido de troca de assentos na aeronave RUK 3034, que fazia a rota da cidade marroquina de Agadir até Londres, segundo informações do jornal britânico The Independent.

Testemunhas contaram que a divergência estava se formando desde o embarque. Um homem teria pedido para trocar de lugar com uma passageira porque desejava sentar na mesma fileira que sua mulher e filhos pequenos. A passageira, que também estava ao lado de sua filha, recusou a solicitação.

Após o voo decolar, o passageiro começou a fazer ameaças contínuas contra a mulher. A confusão eclodiu quando o marido da vítima entrou na briga para defendê-la.

“Foi um voo do inferno. E tudo escalou a partir daquele passageiro querendo mudar de assento”, disse uma testemunha ao The Sun. “Eles estavam tentando se socar. Uma das famílias fazia parte de um grupo maior. Então outros passageiros começaram a se juntar”.

De acordo com o The Independente, imagens de um vídeo mostram um grupo de passageiros gritando, dando empurrões e trocando socos no corredor, enquanto a tripulação tentava intervir.

Com o conflito fora de controle, o piloto optou por desviar o voo para Marrakech. A polícia marroquina encontrou a aeronave na pista e retirou os nove passageiros envolvidos na confusão.

Durante a briga, outro viajante passou mal e teve que ser tratado com oxigênio a mais de nove mil quilômetros de altitude. “Esse passageiro se recusou a desembarcar, se tornou abusivo com a tripulação e também foi removido da aeronave pela segurança do aeroporto”, contou um porta-voz da companhia aérea.

A viagem só prosseguiu na manhã seguinte, última quinta-feira, 4. “Os passageiros afetados receberam acomodação durante a noite e transporte de ida e volta para o aeroporto. O voo partiu para Londres no dia seguinte”, disse um porta-voz da companhia aérea.

Publicidade