Veredicto sobre o caso Khashoggi é considerado farsa por diversos países


A condenação de cinco pessoas pela morte do jornalista Jamal Khashoggi foi chamada internacionalmente de farsa porque implicou a absolvição das pessoas ligadas ao príncipe herdeiro saudita Mohhamed bin Salman, principais suspeitas pelo crime. Apenas os Estados Unidos classificaram a decisão de “passo importante”. “O veredicto do falso julgamento é um insulto à inteligência de qualquer observador justo. Os responsáveis devem enfrentar a Justiça mais cedo ou mais tarde”, disse o diretor de comunicações da Turquia, Fahrettin Altun.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo., com agências internacionais

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora