Tsunami mata dezenas na Indonésia

Um tsunami matou pelo menos 43 pessoas e feriu mais de 600 neste sábado, 22, no Estreito de Sunda, na…


Um tsunami matou pelo menos 43 pessoas e feriu mais de 600 neste sábado, 22, no Estreito de Sunda, na Indonésia, de acordo com autoridades locais. Foram atingidas praias no sul da Ilha de Sumatra e na parte ocidental da Ilha de Java por volta das 21h30 (12h30 em Brasília). Deslizamentos de terra subaquáticos após a erupção do vulcão Krakatoa são apontados como possível causa.

O primeiro cálculo do número de vítimas foi feito durante a madrugada. Com a ampliação das buscas neste domingo, 23, durante o dia, o balanço deve mudar. Em comunicado, Sutopo Purwo Nugroho, porta-voz da agência nacional de gestão de desastres, informou que havia desaparecidos em três regiões e pelo menos 400 construções foram afetadas gravemente pelas ondas.

Segundo ele, dezenas de edifícios sofreram danos e foram sentidos tremores leves após a chegada das ondas. Nugroho acrescentou ainda que a lua cheia teria potencializado o fenômeno. Ele considerou raro o tsunami ter sido provocado por erupção, e não por um terremoto. Como a atividade sísmica foi leve, não foi emitido um alerta.

No Twitter, Nugroho postou um vídeo que mostra o impacto na região, com ruas alagadas e carros danificados – o tsunami chegou horas depois da erupção. Na mensagem, ele alertou que a contagem de vítimas deve aumentar. As mortes foram registradas em três regiões: Pandeglang, Lampung do Sul e Serang. A área é frequentada por turistas.

Um norueguês que trabalha em Jacarta postou um relato no Facebook. “Eu tive que correr quando a onda passou pela praia”, escreveu Oystein Lund Andersen. Ele disse que estava tirando fotos do vulcão quando viu uma grande onda vindo em sua direção e avançando terra adentro.

“A onda seguinte invadiu a área do hotel onde eu estava. Consegui correr com minha família para uma área mais alta, onde fomos socorridos por moradores locais. Ficamos ilesos, felizmente”, disse Andersen, que publicou imagens de carros arrastados em sua página na rede social.

De acordo com as autoridades geológicas da Indonésia, o vulcão Krakatoa esteve em erupção durante 2 minutos e 12 segundos na Sexta-feira.

Região

A Indonésia, localizada no chamado Anel de Fogo do Pacífico, está entre as áreas mais propensas a desastres naturais do planeta. A região tem alta atividade tectônica e concentra grande parte das erupções vulcânicas e terremotos da Terra.

Em setembro, pelo menos 832 pessoas morreram após um terremoto seguido de tsunami que atingiu a cidade de Palu, na ilha de Sulawesi. A catástrofe começou com um terremoto de magnitude 6,1 que deixou um morto e 20 feridos. Cerca de três horas depois, veio o terremoto mais forte, de 7,5 graus, seguido de um tsunami. Um alerta foi emitido, mas suspenso 30 minutos depois. Segundo autoridades, muitas vítimas foram surpreendidas na praia – o que provocou críticas. (Com agências internacionais).

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora