Trump diz que liberará transcrição de outra ligação com Ucrânia


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, informou nesta quarta-feira que liberará a transcrição do primeiro telefonema que teve com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky. Mais cedo, a Casa Branca liberou a transcrição de um telefonema entre os líderes, durante o qual Trump pediu que o colega orientasse autoridades locais a investigar negócios do ex-vice-presidente Joe Biden e de um filho deste no país europeu.

Trump disse que divulgará o material sobre a primeira conversa telefônica “se é importante para vocês” e também que pode ser publicada a transcrição de telefonemas do vice-presidente americano, Mike Pence, com Zelensky. Segundo ele, não há irregularidade alguma nesses contatos.

O presidente americano também voltou a falar sobre a possibilidade de um acordo comercial com a China. Ele afirmou que a situação no país asiático “tem sido muito pior do que eles chineses imaginavam”, por isso Pequim deseja um acordo. Trump comentou que há vários diálogos bilaterais ocorrendo, com “boas conversas”. Além disso, informou que a China começa a comprar mais produtos agropecuários dos EUA, como carne de boi e de porco.

Uma jornalista venezuelana presente questionou o presidente sobre o quadro no país governado por Nicolás Maduro. Trump disse que sua administração “observa atentamente” a situação, inclusive eventuais tentativas de influência de terceiros países, mas não entrou em detalhes sobre eventuais medidas diante do quadro.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora