Sirene toca acidentalmente em base dos EUA na Coreia do Sul e assusta militares


Uma sirene tocou acidentalmente na base militar dos EUA na Coreia do Sul causando um breve susto nos americanos e seus aliados, que estão monitorando sinais de provocação da Coreia do Norte que alertou que poderia enviar um “presente de Natal” em meio ao impasse nas negociações nucleares.

A sirene em Camp Casey, que fica perto da fronteira com a Coreia do Norte, disparou por “erro humano” por volta das 22h de quinta-feira, disse neste sábado o tenente-coronel Martyn Crighton, um oficial de relações públicas da 2ª Divisão de Infantaria. Segundo ele, era para ser tocada uma corneta e não o alarme. O operador identificou imediatamente o erro e alertou todas as unidades na
base de que se tratava de um alarme falso, que não interferiu em nenhuma operação, disse Crighton.

O incidente ocorreu um dia antes da emissora japonesa NHK causar pânico por
por engano, enviando um alerta de notícias dizendo que a Coreia do Norte disparou um míssil sobre o Japão que desembarcou no mar perto da ilha nordeste de Hokkaido, no nordeste do país na sexta-feira. A emissora pediu desculpas, dizendo que o alerta era para treinamento de mídia.

A Coreia do Norte vem pressionando Washington antes do prazo emitido pelo líder Kim Jong Un de que o governo do presidente americano, Donald Trump, teria que oferecer até o final do ano termos mutuamente aceitáveis para um acordo nuclear.

Há preocupações de que Pyongyang poderia fazer algo provocador se Washington não recuar das sanções impostas à economia falida do Norte.

Fonte: Associated Press

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora