Procuradoria investiga ex-assessor de Macron por uso indevido de passaporte

Paris, 29/12/2018 - O gabinete do procurador-geral de Paris abriu neste sábado uma investigação preliminar contra Alexandre Benalla, que já…


Paris, 29/12/2018 – O gabinete do procurador-geral de Paris abriu neste sábado uma investigação preliminar contra Alexandre Benalla, que já foi um dos principais assessores de segurança do presidente francês Emmanuel Macron, por possível quebra de confiança e uso indevido de passaporte diplomático.

Segundo relatos de agências de notícias francesas, Benalla teria usado seu passaporte diplomático para viajar à África neste mês – cinco meses após ter sido desligado do cargo e solicitado a entregar os documentos. O ex-assessor ainda não se pronunciou publicamente sobre o caso e a informação disponível e que está em viagem privada no continente africano.

Benalla foi demitido em julho por má conduta após acusações de agressão contra manifestantes durante os protestos que tomaram as ruas da capital francesa em maio. Na ocasião, o então assessor foi acusado de violência por um funcionário público e imagens confirmaram sua presença no local. Em um vídeo pode se ver Benalla arrastando uma mulher da multidão e batendo repetidamente em um jovem manifestante no chão. O homem foi ouvido implorando ao assessor presidencial para parar a agressão. Policiais não intervieram.

A descoberta, mais cedo este ano, de detalhes de como o governo francês lidou com os protestos de maio, incluindo a suspensão de Benalla por duas semanas, causaram a primeira grande crise política do governo Macron. Fonte: Associated Press.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora