Presidente do Chile reconhece abusos cometidos por polícia local em protestos


O presidente do Chile, Sebastián Piñera, afirmou na noite de domingo que reconhece o uso excessivo de força parte da polícia local para conter protestos com demandas sociais legítimas e disse que abusos foram cometidos. O mandatário prometeu punição para todos que cometem atos de violência.

Milhares de pessoas ficaram feridas em confrontos com a polícia e 26 morreram nos protestos até agora. Além disso, ao menos 230 pessoas perderam a visão em um dos olhos.

Os protestos exigem reformas na educação, na saúde e no valor das aposentadorias. Um acordo entre partidos políticos chilenos traçou um caminho para potencialmente reescrever a constituição, outra demanda dos manifestantes. Fonte: Associated Press

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora