20 de julho de 2024 Atualizado 18:17

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Brasil e Mundo

Premiê do Reino Unido suspende plano de deportar imigrantes para Ruanda

Por Agência Estado

06 de julho de 2024, às 17h44

O primeiro-ministro do Reino Unido, Keir Starmer, disse neste sábado, 6, durante sua primeira coletiva de imprensa, que o plano de deportar para Ruanda imigrantes que entrassem no país e pedissem asilo, idealizado por políticos conservadores derrotados na última eleição, está “morto e enterrado”.

“O esquema de Ruanda estava morto e enterrado antes mesmo de começar”, disse Starmer.

A declaração foi um dos primeiros grandes anúncios de Starmer no cargo, embora o recuo sobre a medida já fosse esperado. Durante a campanha, ele já havia dito que abandonaria o plano.

Starmer fez o anúncio após realizar sua primeira reunião de gabinete, um dia após a vitória de seu Partido Trabalhista que colocou fim a 14 anos de governo conservador no Reino Unido.

O plano de Ruanda foi uma das políticas de destaque do ex-primeiro-ministro conservador Rishi Sunak para tentar conter migrantes de fazerem perigosas travessias no Canal da Mancha. A medida, no entanto, enfrentou desafios relacionados a questões de direitos humanos para sair do papel.

O plano nunca chegou a conseguir deportar uma única pessoa, apesar de o governo ter gasto centenas de milhões de dólares em um pacto com a nação do leste africano.

Este conteúdo foi traduzido com o auxílio de ferramentas de Inteligência Artificial e revisado por nossa equipe editorial.

Publicidade