Premiê conservador surpreende e vence eleições legislativas na Austrália


Com 66% dos votos apurados, o primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, venceu as eleições legislativas que ocorreram no país neste sábado. Seu oponente, o líder do Partido Trabalhista, Bill Shorten, reconheceu a derrota.

Atrás nas pesquisas por mais de dois anos, a coalizão Liberal-Nacional do primeiro-ministro Scott Morrison fez um apelo aos eleitores em estados com disputa acirrada como Queensland, que lutavam no final de um longo boom de mineração, com uma campanha focada na economia e no emprego.

Seu oponente de centro-esquerda Bill Shorten admitiu a derrota e deixou o cargo de líder do partido. “A próxima vitória do Partido Trabalhista pertencerá ao próximo líder”, disse ele.

Agora, os conservadores estavam esperançosos de conseguir uma maioria estreita na Câmara de Representantes do Parlamento, com 151 lugares, ou possivelmente governando em minoria com o apoio de conservadores independentes.

A eleição acontece em um momento crucial para a Austrália, já que as rivalidades do comércio global e a desaceleração da economia ameaçam acabar com o crescimento recorde do país. A Austrália tem a maior taxa de crescimento contínua do mundo – 27 anos e contando – impulsionada em grande parte pela demanda chinesa por recursos como minério de ferro e carvão. Mas a economia quase estacionou no segundo semestre de 2018, com o crescimento da China desacelerando e os consumidores australianos – preocupados com a queda do valor das casas, a dívida recorde e o crescimento estagnado dos salários – controlando os gastos. O crescimento anualizado caiu para cerca de 1%, de 4% no primeiro semestre. Fonte: Dow Jones Newswires.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora