07 de julho de 2020 Atualizado 14:56

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Mundo

Pesquisa mostra que socialistas lideram na Espanha, mas terão de fazer alianças

Por Agência Estado

02 nov 2019 às 22:09 • Última atualização 03 nov 2019 às 08:58

A uma semana das eleições gerais – a quarta em quatro anos -, o Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), de centro-esquerda, aparece na liderança das intenções de voto. A pesquisa foi feita pela 40dB., a pedido do jornal El País.

O PSOE tem 27,3% das intenções de voto, o que lhe garantiria 121 dos 350 assentos no Congresso dos Deputados. Na sequência aparece o Partido Popular (PP), de centro-direita, com 21,2%, que lhe asseguraria 91 cadeiras.

Depois, vem o partido de extrema-direita Vox (13,7% dos votos, ou 46 assentos), a coalização de esquerda radical Unidas Podemos (12,4%, ou 31 deputados), a aliança liberal-progressista Ciudadanos (8,3%, 14 assentos) e os progressistas do Más País (4,4%, 5 assentos). As 42 cadeiras restantes ficariam espalhadas em alianças regionais ou partidos nanicos.

Para formar maioria absoluta e assumir a presidência do governo é preciso 176 deputados.

Os números mostram que, diante da pulverização, tanto o PSOE, que hoje governa a Espanha, quanto o PP terão de fazer alianças para tentar formar governo.

A pesquisa tem margem de erro de 2,2 pontos porcentuais. O levantamento ouviu 2.002 eleitores, por meio de entrevistas online, entre 22 e 29 de outubro.