04 de julho de 2020 Atualizado 12:12

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Mundo

Para EUA, é difícil Hong Kong seguir como polo financeiro se China intervir

Por Agência Estado

26 Maio 2020 às 16:54 • Última atualização 26 Maio 2020 às 17:35

Porta-voz do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, Kayleigh McEnany afirmou nesta terça-feira, 26, que o líder americano está “descontente” com a postura da China em relação a Hong Kong. “É difícil ver como Hong Kong pode permanecer como um polo financeiro se a China intervir”, afirmou a porta-voz durante entrevista coletiva na Casa Branca.

O governo americano tem criticado a intenção de Pequim de impor uma lei de segurança nacional sobre Hong Kong, em um momento de maior tensão bilateral entre as potências.

Os EUA também têm criticado a China por sua suposta responsabilidade na pandemia de coronavírus, embora digam que a fase 1 do acordo comercial bilateral segue em vigor.

A porta-voz também defendeu hoje o trabalho no país de reabertura gradual da economia, comentando que há problemas importantes quando uma paralisação do tipo se estende.

Ainda segundo ela, o presidente “atende a ciência”, tendo por exemplo concordado com a paralisação após ser aconselhado a isso por autoridades médicas de seu governo.