Opositor de Bibi diz que trabalharia para ‘avançar’ anexação do Vale do Jordão


Benny Gantz, líder do partido Kahol Lavan e um dos favoritos para ser premiê de Israel, disse nesta terça-feira, 21, que trabalharia para “avançar a anexação do Vale do Jordão a Israel” após as eleições de 2 de março. Binyamin Netanyahu, atual primeiro-ministro e rival de Gantz, fez promessa semelhante às vésperas das eleições de setembro, com a intenção de agradar a setores da direita do país. Na ocasião, ele foi lembrado que estava no poder desde 2005 e já poderia ter tomado a iniciativa antes. Nas últimas sondagens, feitas na semana passada, o partido de Gantz está à frente do Likud, de Netanyahu. Segundo projeções, o Kahol Lavan teria 36 cadeiras e o Likud, 31. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora