28 de setembro de 2020 Atualizado 11:55

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Mundo

OMS afirma que maioria das pessoas continua suscetível à Covid-19

Por Agência Estado

13 ago 2020 às 14:20 • Última atualização 13 ago 2020 às 15:14

Diretor executivo da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan lembrou, durante entrevista coletiva da entidade nesta quinta-feira, 13, que a maioria das pessoas pelo mundo continua a ser suscetível à covid-19. Segundo ele, houve um aplanamento recente na curva global de casos, mas é preciso cautela, já que ela pode voltar a subir. “Águas calmas não significam que a tempestade acabou, podemos estar no olho dela”, advertiu.

Ryan disse que os países precisam manter os progressos feitos, caso contrário podem enfrentar novas crises. A líder da resposta da OMS à pandemia, Maria Van Kerkhove, ressaltou que as autoridades precisam ser rápidas para combater focos do vírus. Segundo ela, já há clareza sobre as medidas necessárias para controlar a doença, como o uso de máscaras e o distanciamento social, mas o desafio continua a ser sua implementação.

Kerkhove também comentou, em outro momento da coletiva, o fato de que há relatos de alguns países sobre pessoas que poderiam ter sido infectadas duas vezes pelo novo coronavírus. Segundo ela, a OMS ainda não tem uma confirmação que isso de fato ocorreu, mas tem investigado o tema. Ela disse que é preciso investigar se houve ou não falsos negativos ou falsos positivos em testes realizados com essas pessoas.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, por sua vez, comentou que, quando houver uma vacina eficiente para a covid-19, haverá mais demanda do que oferta por ela. Com isso, ele insistiu na necessidade da solidariedade, para garantir a justa distribuição das vacinas e também acelerar a imunização pelo mundo.

Publicidade