Na Bolívia, governo interino tem o mandato ampliado


O Tribunal Constitucional da Bolívia aprovou nesta quarta-feira, 15, a ampliação do mandato dos integrantes do governo interino de Jeanine Áñez e também dos atuais membros do Congresso até maio, quando o país volta às urnas para refazer a eleição de outubro do ano passado. O pleito, apontado como fraudulento, reelegeu Evo Morales, que renunciou e fugiu do país. Tanto a eleição dele quanto dos parlamentares que tomariam posse a partir do dia 22 foi anulada. (Com agências internacionais).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora