Irã pede que potências ocidentais deixem o Golfo Pérsico


O presidente do Irã, Hassan Rouhani, conclamou neste domingo as potências ocidentais a deixarem a segurança do Golfo Pérsico para as nações regionais lideradas por Teerã, criticando uma nova coalizão liderada pelos Estados Unidos que patrulha as vias navegáveis da região.

Separadamente, Rouhani prometeu revelar um plano de paz regional nas reuniões de alto nível desta semana nas Nações Unidas. As tensões cresceram no Oriente Médio após uma série de ataques, incluindo um com mísseis e drones à indústria de petróleo da Arábia Saudita.

Os EUA alegam que o Irã realizou o ataque de 14 de setembro ao maior processador de petróleo do mundo e a um campo de petróleo na Arábia Saudita. Embora os rebeldes houthis do Iêmen aliados do Irã tenham reivindicado o atentado, a Arábia Saudita diz que foi “inquestionavelmente patrocinado pelo Irã”.

O Irã nega ser responsável e alertou que qualquer ataque de retaliação tendo como alvo o país resultará em uma “guerra total”. Rouhani falou durante desfile militar em Teerã, com oficiais uniformizados das Forças Armadas do país e a Guarda Revolucionária paramilitar ao lado dele. Mais tarde, o clérigo observou soldados marchando com metralhadoras e lançadores portáteis de mísseis como parte da “Semana Santa da Defesa”, que marca o início da guerra Irã-Iraque em 1980.

Rouhani disse que o Irã está disposto a “estender a mão da amizade e
irmandade” às nações do Golfo Pérsico e “pronto para perdoar seus erros passados”. “Aqueles que querem vincular os incidentes da região à República Islâmica do Irã estão mentindo como em suas mentiras do passado que foram reveladas”, disse o presidente. “Se eles são sinceros e realmente buscam segurança na região, não devem enviar armas, aviões de combate, bombas e armamentos perigosos para a região.”

O presidente do Irã acrescentou que os Estados Unidos e os países ocidentais devem “se distanciar”. “Sua presença sempre foi uma calamidade para esta região e, quanto mais longe vocês ficarem de nossa região e de nossas nações, mais segurança viria para nossa região”, afirmou.

Ele disse ainda que o plano do Irã se concentrará em fornecer segurança no Golfo Pérsico, no Estreito de Ormuz e no Golfo de Omã “com a ajuda de países da região”. O Irã impulsionou sua cooperação naval com China, Índia, Omã, Paquistão e Rússia nos últimos anos. Fonte: Associated Press.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora