12 de julho de 2024 Atualizado 10:46

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Mundo

Índia: ministra é internada ao fazer greve de fome contra crise hídrica em Nova Délhi

Por Agência Estado

25 de junho de 2024, às 17h55

Atishi Marlena Singh, ministra do governo de Delhi, onde fica Nova Délhi, na Índia, foi internada na manhã desta terça-feira, 25, em meio a uma greve de fome para chamar atenção sobre a crise hídrica na capital do país. A região tem enfrentado uma grave escassez de água, que teve seu consumo aumentado devido a uma onda de calor prolongada. As informações são da BBC.

Após cinco dias de greve, Atishi teve uma queda em seus níveis de açúcar, que caíram para 36 miligramas por decilitro. A faixa normal da glicemia é de 70 a 100 mg/dL. O porta-voz do Partido Aam Aadmi (AAP), Saurabh Bharadwaj, publicou uma foto no X, antigo Twitter, mostrando o grau de glicose da ministra.

A BBC destaca que a região de Nova Délhi enfrenta o que está sendo considerado um dos verões mais quentes da região, com temperaturas de mais de 40ºC por semanas e um aumento na demanda por eletricidade e água. Caminhões-pipa têm sido usados para o abastecimento de água aos moradores.

Troca de Acusações

Em 1996, a corte da Índia decretou que o estado de Haryana fornecesse uma parte de sua água à capital devido às crescentes demandas da região.

Atishi solicitou, na semana passada, ao governo de Haryana que liberasse água adicional a Nova Délhi por “razões humanitárias”. A ministra acusou o governo de Haryana de restringir o abastecimento diário em 100 milhões de galões, privando 2,8 milhões de pessoas de suas necessidades.

As autoridades do estado vizinho, por sua vez, devolveram as acusações para os governantes da capital, colocando a conta da crise na má gestão.

Publicidade