Huawei entra com ação judicial para contestar lei de segurança dos EUA

A Huawei entrou com uma ação nesta quarta-feira, 6, em uma corte do Texas (EUA) para desafiar a lei americana…


A Huawei entrou com uma ação nesta quarta-feira, 6, em uma corte do Texas (EUA) para desafiar a lei americana que rotula a gigante chinesa como um risco de segurança e que limita o acesso da empresa ao mercado de equipamentos de telecomunicações dos Estados Unidos.

Em sua queixa, a companhia de tecnologia questiona a legalidade de alguns pontos da “National Defense Authorization Act” que impediram que agências governamentais dos EUA comprem equipamentos que utilizam componentes da Huawei e de sua rival, a também chinesa ZTE Corp.

A companhia entende como inconstitucional a seção da lei que cita nominalmente a Huawei, acusando-a por questões de segurança sem a precedência de processo e julgamento.

“Somos obrigados a tomar esta ação legal como um bom e último recurso”, afirmou Guo Ping, um dos presidentes da empresa, em entrevista coletiva. O executivo disse ainda que a proibição limita a concorrência do mercado, retardando o lançamento da tecnologia 5G e elevando os preços aos consumidores.

A proibição é “baseada em numerosas proposições falsas, não comprovadas e não testadas”, afirmou à imprensa Song Liuping, diretor jurídico da Huawei. “A Huawei tem excelentes histórico e programa de segurança. Nenhuma evidência contrária foi oferecida”, garantiu. Fonte: Associated Press.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!