18 de julho de 2024 Atualizado 21:34

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Brasil e Mundo

França: Apesar de derrota, líder de extrema direita comemora ganhos no Parlamento

Por Agência Estado

08 de julho de 2024, às 09h14

O presidente do partido francês de extrema direita Reunião Nacional (RN), Jordan Bardella, reivindicou ganhos históricos para o partido neste domingo, 7, e culpou o presidente francês, Emmanuel Macron, por “empurrar a França para a incerteza e a instabilidade”.

Pesquisa de boca de urna do Instituto Ipsos e do grupo Talan indica vitória da aliança de esquerda Nova Frente Popular (NFP) no segundo turno das eleições legislativas da França, realizado neste domingo, 07, com o Juntos, de Macron, em segundo lugar, e a RN, que vinha sendo apontada como favorita, apenas em terceiro.

Em discurso sombrio após o fechamento das urnas, Bardella denunciou manobras políticas que levaram a RN a ficar muito aquém das expectativas.

Um número sem precedentes de candidatos qualificados para o segundo turno se afastaram da disputa para apoiar outros postulantes que fizessem frente à RN, aumentando as hipóteses de derrotar a legenda.

Apesar das projeções decepcionantes para o partido nacionalista e anti-imigração, a RN ainda conseguiu aumentar o de assentos no Parlamento para um nível sem precedentes, de acordo com as projeções das pesquisas. Nenhum partido obteve a maioria absoluta, o que pode mergulhar a França em turbulência política e econômica.

“Esta noite, ao assumir deliberadamente a responsabilidade de paralisar as nossas instituições, Emmanuel Macron… está, consequentemente, privando o povo francês de quaisquer soluções aos seus problemas diários durante muitos meses”, disse Bardella.

Publicidade