14 de julho de 2024 Atualizado 17:19

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Mundo

Filipinas não invocará acordo de defesa mútua com EUA após tensão com a China

Por Agência Estado

21 de junho de 2024, às 23h40

As Filipinas declararam que não têm planos para invocar acordo de mútua defesa com EUA após um incidente envolvendo a guarda costeira chinesa que resultou em danos a dois navios filipinos e feriu seus tripulantes no Mar do Sul da China.

Os conselheiros do presidente Ferdinand Marcos Jr. fizeram o pronunciamento em uma coletiva de imprensa televisionada,. O chefe militar da Filipinas condenou o confronto, comparando com pirataria, e exigiu pagamento por danos, mas conselheiros do presidente descartaram a possibilidade de invocar o acordo de 1951 em pronunciamento televisionado.

As disputas territoriais no Mar do Sul da China envolvem China, Filipinas, Vietnã, Malásia, Brunei e Taiwan. Os EUA têm alertado que é obrigado a defender as Filipinas em caso de ataque.

Publicidade