EUA mudam posicionamento e favorecem assentamentos israelenses na Cisjordânia


Os Estados Unidos suavizaram seu posicionamento nesta segunda-feira, 18, em relação aos assentamentos israelenses na Cisjordânia ocupada, a mais recente medida do governo Donald Trump para enfraquecer as demandas palestinas do direito a um território próprio.

Um anúncio feito nesta segunda pelo Secretário de Estado americano, Mike Pompeo, repudiou uma decisão de 1978 do Departamento de Estado que defende que assentamentos civis nos territórios ocupados da Cisjordânia são “inconsistentes com a lei internacional”.

O novo posicionamento acirrou o ânimo palestino e colocou os EUA em conflito com outras nações que trabalham para encerrar a disputa entre palestinos e israelenses.

De acordo com o governo Trump, a decisão de 1978, que sempre foi vista como a base da oposição americana à expansão dos assentamentos, na verdade é uma distração. Pompeo disse que o governo americano acredita que qualquer questionamento legal sobre a questão deve ser direcionado pelas cortes israelenses.

“Chamar o estabelecimento de assentamentos civis de inconsistente com a lei internacional não avançou a questão da paz”, disse o Secretário de Estado. “A dura verdade é que nunca haverá uma resolução judicial ao conflito, e os argumentos sobre quem está certo e quem está errado como uma questão de lei internacional não vão trazer a paz”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora