12 de agosto de 2020 Atualizado 13:05

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Mundo

EUA: diretor do FBI diz que China quer se tornar a ‘única superpotência mundial’

Por Agência Estado

07 jul 2020 às 15:52 • Última atualização 07 jul 2020 às 16:27

O diretor do Departamento Federal de Investigação dos Estados Unidos (FBI), Cristopher Wray, fez duras críticas à China nesta terça-feira, 7, em evento organizado pelo Hudson Institute, em Washington D.C. Segundo Wray, sob liderança do presidente Xi Jinping, o país asiático busca se tornar a “única superpotência mundial” e representa uma ameaça ao Ocidente.

O diretor do FBI acusou Pequim de explorar as liberdades da sociedade americana para avançar a agenda do Partido Comunista chinês, com ajuda da suas empresas. Como exemplo, ele afirmou que a Huawei tem repetidamente “roubado” propriedades intelectuais de companhias dos EUA e mentido para os seus parceiros comerciais. “Se empresas chinesas tiverem acesso irrestrito às nossas estruturas de telecomunicações, elas podem coletar qualquer uma das suas informações”, alertou.

Wray acrescentou que, todos os dias, o FBI abre investigações envolvendo a segunda maior economia do planeta. “O povo dos EUA é vítima do roubo chinês em uma escala tão grande que representa uma das maiores transferências de riqueza da história da humanidade”, argumentou o diretor do FBI.