Esposa de Ghosn diz ter se sentido “em perigo” no Japão

A esposa do ex-presidente da Nissan, Carlos Ghosn, disse que ela apressadamente deixou o Japão depois da mais recente prisão…


A esposa do ex-presidente da Nissan, Carlos Ghosn, disse que ela apressadamente deixou o Japão depois da mais recente prisão de seu marido porque temia por sua própria segurança. Em uma entrevista publicada neste domingo pela publicação semanal francesa Journal du Dimanche, Carole Ghosn disse ter visto a polícia levar seu marido de volta à prisão e “se sentido em perigo” quando policiais confiscaram seu passaporte libanês.

Carole Ghosn disse ao jornal que partiu para a França na sexta-feira usando um passaporte diferente. Ela disse que, desde que Carlos Ghosn foi acusado de má conduta financeira, foi “deixado para trás por todos” por “covardia”, apesar das boas vendas da Nissan e da Renault.

Ghosn havia sido preso anteriormente em Tóquio, de novembro a março, por supostamente falsificar documentos de valores mobiliários e fazer a Nissan assumir perdas em investimentos pessoais. Ele se declara inocente das acusações. Fonte: Associated Press.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora