13 de agosto de 2022 Atualizado 09:55

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Mundo

China suspende diálogos bilaterais com EUA, após visita de Pelosi a Taiwan

Por Agência Estado

05 de agosto de 2022, às 08h41 • Última atualização em 05 de agosto de 2022, às 09h50

A China anunciou nesta sexta-feira (5) que vai cancelar ou suspender diálogos com os EUA sobre questões que vão de mudanças climáticas a relações militares e esforços de combate às drogas, em retaliação pela visita da presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, a Taiwan nesta semana.

As medidas são as últimas de uma série de passos que têm a intenção de punir Washington por permitir a viagem à ilha que a China alega ser parte de seu território. Forças chinesas também estão realizando exercícios militares nos arredores de Taiwan. Além disso, mísseis foram disparados, segundo autoridades de defesa taiwanesas.

A China também anunciou sanções não especificadas a Pelosi e sua família. De modo geral, no entanto, sanções do tipo são de natureza simbólica. Segundo comunicado do Ministério de Relações Exteriores chinês, Pelosi desconsiderou as preocupações e a resoluta oposição de Pequim à visita. Fonte: Associated Press.

Publicidade