21 de junho de 2021 Atualizado 10:37

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Mundo

Chanceler da Colômbia renuncia, em meio a protestos contra governo Duque

Por Agência Estado

13 Maio 2021 às 13:26 • Última atualização 13 Maio 2021 às 14:13

A ministra das Relações Exteriores da Colômbia, Claudia Blum, apresentou sua renúncia “irrevogável” ao cargo, em carta ao presidente Iván Duque. A saída acontece em meio a protestos pelo país, que tiveram como estopim uma tentativa de reforma tributária da administração.

Apesar de deixar o posto, Blum afirma na mensagem que mantém o apoio e sua “admiração” ao presidente, afirmando que ele pode consolidar consensos “que ratifiquem a unidade e a força de nossa Nação”.

O presidente acabou por recuar na reforma almejada, dizendo que ela seria rediscutida.

O país vive dias de protestos, exacerbados pela violenta repressão a manifestantes em vários episódios.

Segundo o jornal local La Vanguardia, a Defensoria do Povo local havia recebido registros sobre 42 mortos, durante 14 dias de protestos.

Das vítimas, 41 seriam civis.

Publicidade