Blair pede renovação do Partido Trabalhista


O ex-premiê britânico Tony Blair, o líder trabalhista mais bem-sucedido, estimulou ontem seu partido a rejeitar “o movimento de protesto” criado pelo atual líder, Jeremy Corbyn.

“A tomada do Partido Trabalhista por parte da extrema-esquerda o transformou em um movimento de protesto idealizado, inteiramente incapaz de ser um governo crível”, disse Blair, que governou o reino Unido entre 1997 e 2007.

Ele alertou que a legenda corre o risco de ser “substituída” por outra como alternativa aos conservadores, se não for “renovada”. (Com agências internacionais)

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora