07 de maio de 2021 Atualizado 23:46

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Mundo

Biden faz 1º discurso no Congresso e fala sobre ‘crises e oportunidades’

Por Agência Estado

28 abr 2021 às 22:50 • Última atualização 29 abr 2021 às 00:24

Para celebrar seus primeiros cem dias no cargo, o presidente Joe Biden discursa agora no Congresso e diz que os Estados Unidos estão “transformando uma crise em possibilidade”. Biden está usando seu discurso transmitido pela televisão nacional para promover um pacote de gastos de US$ 1,8 trilhão. Ele diz que vai transformar e expandir fundamentalmente o papel do governo na vida dos americanos comuns.

Na noite desta quarta-feira, Biden retorna ao Capitólio, onde atuou por mais de três décadas como senador, para buscar maiores gastos para reconstruir a infraestrutura do país, impondo novos impostos sobre empresas e corporações. Ele pediu aos legisladores de ambos os partidos que adotem uma visão ampla e abrangente para os benefícios públicos, financiados por impostos mais altos sobre os americanos mais ricos.

Se tiver sucesso, Biden poderá inaugurar uma nova era que expande fundamentalmente o tamanho e o papel do governo federal, impulsionado em parte pelos esforços do governo no combate às crises econômicas e de saúde causadas por uma pandemia que matou mais de 573 mil pessoas e trabalho interrompido, recreação e escolaridade em todo o país.

Biden afirmou nesta quarta-feira, 28, que o país ainda tem muito trabalho para vencer o coronavírus, mas está em um bom caminho para consegui-lo. “A nossa casa estava em chamas, mas aprovamos medidas e vemos agora resultados.”

O presidente lembrou que prometeu 100 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 em seus primeiros 100 dias de administração, mas distribuiu 220 milhões de doses no período. “Noventa por cento dos americanos vivem em uma distância de 5 milhas (cerca de 8 km) de um ponto de vacinação. América, tome a sua vacina, está disponível para todos.”

O democrata busca mostrar otimismo diante da pandemia, dizendo que “a América está se mexendo novamente. Transformando o perigo em possibilidade. Crise em oportunidade. Retrocesso em força”.

Mas o presidente enfrenta um Congresso – e um país – que permanece profundamente dividido sobre quanto aumentar os gastos do governo e quem deve pagar por isso.

Biden fala no Congresso perante a presidente da Casa, Nancy Pelosi, e da vice-presidente, Kamala Harris, primeiras mulheres a ocuparem esses cargos. É a primeira vez na história americana que as duas autoridades atrás do presidente são mulheres.

Não há convidados da primeira-dama sentados na galeria da Câmara, embora a Casa Branca tenha anunciado cinco “convidados virtuais” que as autoridades disseram “personificar algumas das questões ou políticas que serão abordadas pelo presidente em seu discurso”.

Biden faz seu discurso no mesmo prédio onde partidários do ex-presidente Donald Trump encenaram uma rebelião mortal há mais de três meses, na esperança de impedir que legisladores certificassem os resultados eleitorais. A segurança no Capitólio está extraordinariamente rígida.

Publicidade