14 de julho de 2024 Atualizado 16:16

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Mundo

Autoridades russas culpam Ucrânia por ataque terrorista a igrejas, sinagoga e posto policial

Por Agência Estado

23 de junho de 2024, às 18h20

Militantes armados atacaram neste domingo, 23, duas igrejas ortodoxas, uma sinagoga e um posto de polícia de trânsito na república do Daguestão, no sul da Rússia, matando um padre e seis policiais, disse a agência de notícias estatal russa RIA Novosti. Autoridades locais acusam envolvimento da Ucrânia e de países do ocidente.

O Comitê Nacional Antiterrorismo da Rússia afirmou que um padre da Igreja Ortodoxa Russa e agentes da polícia foram mortos nos ataques, considerados terroristas pela instituição.

O Ministério de Assuntos Internos do Daguestão disse que um grupo de homens armados disparou contra uma sinagoga e uma igreja na cidade de Derbent, localizada no Mar Cáspio. Os agressores fugiram e uma busca estava em andamento, disse o comunicado do ministério. Dois militantes foram mortos.

Quase simultaneamente, surgiram relatos sobre um ataque a um posto da polícia de trânsito na capital da região predominantemente muçulmana, Makhachkala. Segundo a RIA Novosti, seis policiais foram mortos e outros 12 ficaram feridos.

Não houve reivindicação imediata de responsabilidade pelos ataques, mas algumas autoridades no Daguestão culparam a Ucrânia e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

“Não há dúvida de que estes ataques terroristas estão, de uma forma ou de outra, ligados aos serviços de inteligência da Ucrânia e dos países da Otan”, escreveu o legislador do Daguestão, Abdulkhakim Gadzhiyev, no Telegram.

As autoridades ucranianas não comentaram imediatamente os ataques. Fonte: Associated Press.

Publicidade