25 de Maio de 2020 Atualizado 23:38

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Economia

Taxa curta de juros cai forte e curva ganha inclinação após Copom

Por Agência Estado

07 Maio 2020 às 10:24 • Última atualização 07 Maio 2020 às 11:59

O mercado de juros futuros confirmou a expectativa de queda forte dos contratos de curto prazo após o Copom desta quarta-feira, 6, que cortou a Selic e indicou, segundo leitura do mercado, nova redução da taxa de até 0,75 ponto porcentual em junho. A curva a termo ganha inclinação, com alta nos vencimentos longos, em ajuste ao movimento dos curtos, além do avanço do dólar, que também responde ao Copom.

Às 10h12 desta quinta-feira, dia 7, o DI para janeiro de 2021 apontava 2,545% após 2,480% na abertura e ante 2,745% no ajuste da véspera. O para 2022, 3,37%, de 3,53% ontem no ajuste. O DI para janeiro de 2027 indicava 7,48% ante 7,35% no ajuste de quarta-feira.