Superintendência do Cade aprova operação entre Ambev e PEP Amazônia

A Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições o ato de concentração envolvendo a Ambev…


A Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições o ato de concentração envolvendo a Ambev S.A. e a PepsiCola Industrial da Amazônia Ltda. (PEP Amazônia). A informação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 7.

Conforme o Cade, a operação consiste na “prorrogação de prazo com aditamento de contratos associativos celebrados entre o Grupo A-B InBev e Grupo Pepsico, por meio dos quais a Ambev atua, com exclusividade, no engarrafamento e distribuição de determinadas bebidas não alcoólicas, mais especificamente, isotônicos, bebidas carbonatadas e chás prontos para consumo, que fazem parte do portfólio”.

A relação contratual entre as partes teve início em 1997. Para o Cade, “entende-se que a operação trata de relações pré-existentes entre as partes e, essencialmente, de natureza exclusiva, cujos efeitos concorrenciais foram reiteradamente objeto de análise antitruste por este Conselho, conforme apurado no precedente”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!