Quando a diversão vira negócio

Alugar casa em feriados, festas de fim de ano, férias ou em um fim de semana é uma atividade cada vez mais comum entre os brasileiros


Alugar casa em feriados, festas de fim de ano, férias ou em um fim de semana é uma atividade cada vez mais comum entre os brasileiros. Proprietários de imóveis de luxo veem nessa atividade um modelo de negócio que pode lhes render mais de R$ 250 mil por ano.

No País, o mercado de aluguel de temporada movimenta mais de U$S 1,2 bilhões anualmente, igualando-se a mercados mais maduros como o espanhol e o italiano. Assim, surgem as startups interessadas em aprimorar ainda mais esse nicho.

Foto: Divulgação
Proprietários de imóveis de luxo veem nessa atividade um modelo de negócio que pode lhes render muito dinheiro

Recentemente, a Airbnb, plataforma para aluguel de temporada, lançou o Airbnb Luxe, serviço de hospedagem de luxo a partir de U$S 14 mil por semana e que pode chegar até U$S 1 milhão, dependendo da escolha do locatário.

Pesquisas indicam que 44% dos anfitriões utilizam a renda do aluguel para fechar as contas do mês. Em plataformas como o Booking, o pagamento deve ser feito até o dia 15 do mês subsequente ao check in.

No AlugueTemporada, o pagamento é agendado para o 1° dia útil após o check in, podendo ser creditado na conta do anfitrião até o 2° dia útil, tudo depende da aprovação bancária. Já no Airbnb, o pagamento é feito até 7 dias após o check in.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora